sábado, 9 de janeiro de 2010

Clientes "malas" - Não seja um!!!



Desabafo: Ainda bem que Deus me livra da maioria destas pragas: clientes - malas. Que na maioria das vezes são pessoas INJUSTAS, MAL INTENCIONADAS, DE CARÁTER digamos assim... DUVIDOSO!

E infelizmente, no Brasil (acho que é pior) existe muita gente assim...

Não posso me esquecer de um caso que ouvi de um super profissional da área (de TURISMO), o Sassá, lá de Alto Paraíso de Goías, que me contou uma vez, que estava "guiando" uma dessas "peças" picaretas, isso mesmo, existem clientes picaretas sim, e essa "maldita" disse a ele:

- Eu não pago nenhuma viagem. Nunca!!!

- Como assim??? (Ele mais curioso do que tudo, pois não sabia a resposta mau carater que iria receber de volta...)

- Não pago. Dou um jeito de sempre arrumar, inventar um problema durante a viagem, e processo a empresa depois...  (?????????????)

O que você faria diante de uma resposta destas?!?!?!

Bom, eu no lugar do Sassá, (não me lembro o que ele fez ao ouvir isso), mas eu não teria mais um minuto de sossego para trabalhar.

Enfim... Teve o caso do Paulo, então gerente de uma das filiais CVC do Brasil, que teve que ir em uma audiência de um casal de clientes que estava processando a CVC, pois foram para Porto Seguro, e alegaram que o agente da própria CVC não avisou que eles não poderiam beber agua da pia do hotel. (Precisava avisar isso???)

Como ninguem os avisou, eles beberam, arrumaram uma virose, segundo eles a culpa foi da água, mas vai provar... e por causa disso, passaram boa parte da viagem vomitando e... (vcs imaginam) e por isto tiveram a lua de mel frustrada, e por isso queriam processar a CVC e ter todo o dinheiro de volta. É óbvio que o juiz do caso riu... E se eu fosse ele, ja sugeriria à pobre da moça que se divorciasse, pq esse cara com quem ela se casou, deve ser o maior mala do muuuuuuuuundo!!!

Bem, exageros à parte, tem os casos comuns, corriqueiros da agencia, que funcionam mais ou menos assim: o cliente chega, quer o preço do pacote mais barato que existe....

A justificativa, ele tem na ponta da lingua: "Não, não vou ficar em hotel, hotel é só prá dormir, piscina??? prá que, se tem o mar na frente... conforto? capaz.... precisa não.... ar condicionado??? isso é luxo. Não tenho nem em casa, pra que vou querer ter em hotel??? etc, etc, etc...

Mas quando voltam, ou pior, enquanto ainda estão em viagem, ligam de lá, mandam emails absurdos, abusivos, dizendo que foram lesados, querendo trocar de hotel, querendo coisa melhor, que o hotel é ruim, que a piscina é pequena (não era nem para ter), que o ar condicionado é fraco... Eu pedi coisa simples, mas coisa boa.... (Como se isso existisse - simples, bom e barato). Epor aí vai... É claro que as reclamações vem exaltadas, e na maioria das vezes, com ameaças de processo, de "vou entrar no Procon", tenho meus direitos, etc etc etc...

(Oh meu anjo da guarda, livrai os bons agentes de viagem deste tipo de passageiro... ninguem merece, quer dizer, deixa eles pras agencias picaretas, estas sim...)

Vai la: simples e bom pode até ser, mas é raro.... rarissimo... e quando tem, nao é tão barato assim, pq o dono do estabelecimento sabe o valor do serviço que presta.

Enfim... Toma tento... Não seja injusto, mau carater!!! Pense nisso antes de contratar um serviço de um agente de viagens.

Se vc pedir coisa simples, barata, vc vai ter coisa simples, barata... E talvez até ruim!!! (Pelo seu julgamento). Mas lembre-se: foi o que você pediu!!!

P.S. É claro que existem casos e casos. Agencias e agentes picaretas, que lesam mesmo... Mas que na maioria, a responsabilidade é SUA, cliente, põe a mão na consciência... que é meeeesmo!!!!

2 comentários:

Anônimo disse...

mas e quando você pede somente um hotel bem localizado e simples, sem nem perguntar o preço, pois não é problema? sim, eu tive um problema assim com a EDITADO PELO MODERADOR, pedi um hotel simples, nada 5 estrelas, e o agente pergunta se quer com boa localização, digo que sim e ele me recomenda um que diz ser 3 estrelas, categoria turístico, no centro da cidade. ao chegar lá, descubro que é quase um cortiço, em pleno inverno de Bariloche, não tinha nem aquecedor nem água quenta no chuveiro, o elevador era de carga, você deixava a mala no elevador, e subia 4 andares de escada, pois o mesmo não aguentava uma mala e uma pessoa ao mesmo tempo. claro que com tudo isso a reclamação veio rápido, ao contrário da resposta da agência, e a solução: não temos nenhum outro hotel, e mesmo se conseguirmos, terão que pagar 1200 dólares, sim, dólares, por dia e por pessoa. agora eu pergunto, quem era a mala?

Diana Carvalho disse...

É como eu disse, meu amigo (ou amiga) nas ultimas linhas do meu post.

P.S. É claro que existem casos e casos. Agencias e agentes picaretas, que lesam mesmo... Mas que na maioria, a responsabilidade é SUA, cliente, põe a mão na consciência... que é meeeesmo!!!!


Se a historia foi mesmo exatamente como vc contou, no seu caso, você caiu nas mãos de um agente picareta ou mto desinformado. E desculpa moderar o nome da empresa, mas isso se faz necessário, para evitar futuros problemas (processo)...

Um abraço e boa sorte na sua proxima viagem.

E lembre-se: o agente é mais importante que a agencia!!!

Isso da um bom post...